• Porque escrever é um vício.

    Faz algum tempo que escrevi essa poesia, mas como ausência é sentimento atemporal, esse texto me soa sempre atual.

    Hoje, deixo especialmente pra ela, que me é muito querida...



    AUSÊNCIA



    É esperança que se apaga.

    É a compreensão de que na curva infinita do tempo

    Não encontraremos a estrada

    Que nos leva ao encontro do que nos roubou a alegria,

    Do que partiu, nos deixou, do que não volta.

    É a distância, o longe que existe, a eternidade de silêncios.

    Ausência é a necessidade que não se atende.

    É o vazio entre o frio e o calor, o toque negado.

    É a ternura perdida, o perfume evaporado,

    O beijo adiado - para sempre, talvez...

    Ausência é, pura e simplesmente, a falta.





    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *