• Porque escrever é um vício.

    Lá na Crônica do Dia, a moça do Doce Rotina escreveu sobre a loucura.

    Valha-me... Faço coro com ela, porque o mundo anda mesmo às avessas - faz tempo... E porque eu sempre me senti com uma metade meio insana morando dentro de mim - sempre fui meio sombria, calada, inquieta, observadora demais das reações alheias, mas sem muito julgamento de certo e errado, só achando estranho certas atitudes, algumas ações, os traços que as pessoas vão marcando em suas pegadas nos seus próprios caminhos.

    Eu sempre fui muito questionadora, na maioria das vezes silenciosa, porque quase nunca recebo respostas que me satisfaçam. Quando você pergunta alguma coisa sobre um determinado assunto - complexo ou cotidiano, não importa muito -, observa os rodeios, as mentiras, os desvios, atalhos que o outro toma e inventa pra te convencer de coisas que, quem sabe, nem ele mesmo acredite, entenda, aceite, saiba. Pra salvar-se a si mesmo de interrogações indesejadas.

    Desde sempre houve um mundo louco nos espreitando e, quem sabe quantos de nós sobrevive assim, quieto, vendo a loucura se espalhar, e cada vez mais tomando consciência de uma lucidez encantada. Ou, talvez, de uma loucura arraigada dentro de si e sem remédio...

    3 comentários:

    Marisa Nascimento disse...

    É, Debora...E por vezes, as escolhas que fazemos nesse mundo louco, deixa nosso silêncio interno dotado de um barulho ensurdecedor. E é nesses momentos que eu gostaria de sair de mim mesma e olhar tudo isso como uma mera espectadora e não como personagem principal.
    Beijo enorme!

    Ana disse...

    Querida,

    Pois eu já sabia!
    :)
    Acredita que, qdo eu escrevia o texto, pensei mesmo em você?... Sempre que conversamos, sobre tantas coisas, vejo na sua indignação, na sua surpresa, nos seus questionamentos, ou no seu consetimento, esse mesmo estranhamento que sinto, essa coisa toda esquisita e insana de ser normal, em meio a loucos, ou louca, em meio aos estranhos normais...
    bjs e saudades!

    Camilla Tebet disse...

    Então, quem está louco não é? Quem está lá fora? Quem está aqui dentro? Isso tudo depende de julgamento. O negócio é viver de acordo com o que se acredita, brigar pelas suas respostas, mesmo que te(nos) chamem de louca e deixar rolar.. porque esperar pra saber quem é quem....mistérios da vida.

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *