• Porque escrever é um vício.

    Pois então! Agora o ano começou e a vida parece estar com pressa. Acabaram as férias e o que estava adormecido vai dando as caras - o trânsito, o comércio, a bolsa de valores, enfim: o mundo sai da toca para finalmente enfrentar 2005.
    Só o tempo, adiantado, no próximo sábado se atrasa uma hora: retoma seu ritmo e a gente ganha (?) mais sessenta minutos de correria.
    O verão se vai e o outono vai dando o ar da graça, com seu sol e vento leve: é a época que mais gosto, quando uma palidez se instala no dia enchendo-o de nostalgia. São momentos de sentir saudades - de coisas que a gente nem sabe bem...

    1 comentários:

    andréa disse...

    Dé, li tem pouquinho tempo, num blog que tenho a indelicadeza absurda de não me lembrar qual, que a saudade fazia o autor projetar poemas. Desejo a você que estes restos de verão, que tragam saudades leves como o próprio ar de verão, e que venham com poemas traçados em seu coração.

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *