• Porque escrever é um vício.

    Então hoje me dei conta da pouca disposição para escrever nesse blog. A verdade é que tantos dias fora dele, intercalando meias palavras e meias idéias, fizeram fugir de mim a ligação estreita que eu mantinha. Apagou-se uma labareda, que agora parece brilhar na luz de uma vela fraca.
    É assim que percebo, de repente, meu desapego. Mora em mim aquela natureza de não apressar o rio, deixando-o correr sozinho. A compreensão de que o círculo que nos fecha, abre-se num tempo que apenas ele conhece e dita - fechando e abrindo debaixo de ordens inerentes à nossa vontade.
    Sei de deixar partir - e de partir -, de permanecer, esperar a volta, fechar ciclos. Sei, especialmente, de descansar - quando o muito esforço não angaria os resultados desejados. E não sei de muitas coisas...
    Mas vivo um dia de cada vez e talvez haja tanta vida que o pensamento não consegue acompanhar o movimento para registrar.

    Câmbio: refazendo contato...

    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *