• Porque escrever é um vício.

    "O ser humano é o único que se falsifica. Um tigre há de ser tigre eternamente. Um leão há de preservar, até morrer, o seu nobilíssimo rugido. E assim o sapo nasce sapo e como tal envelhece e fenece. Nunca vi um marreco que virasse outra coisa. Mas o ser humano pode, sim, desumanizar-se". (Nelson Rodrigues)



    Eu nada escrevi sobre o caso von Richthofen - ocorrido há um quilômetro da nossa casa.

    Eu não escrevi porque a imensa interrogação que me fica não encontra resposta - apesar do eco: todo mundo se questiona sobre o que faz uma filha cometer tal ato.

    Mas eu me lembro de quando vi a reportagem no JN, na sexta-feira, 31, (assistia à TV na empresa do meu marido, enquanto ele estava numa reunião): no momento em que as imagens passavam, a copeira me trazia um café e eu pensei alto: "Essa moça matou os pais..." Ela me olhou espantada e eu tratei de me calar.

    Mas era tão claro!

    Tanto, que a investigação não demorou uma semana e logo desvendaram a manobra. Era tão transparente o que tinha acontecido!!! Não as razões - que para esse tipo de atitude nenhuma razão justifica -, mas a coisa toda.

    Nesses quase vinte dias, outras informações vão chegando e cada vez mais impressiona a frieza de como planejaram, executaram e conduziram a operação. É contraditória a ingenuidade dos envolvidos, quando pensavam estar cometendo o crime perfeito.

    O que mais me dá medo é o fato de não sabermos quem são as pessoas em sua essência: que tipo de falha de caráter mora por trás de sorrisos doces e palavras delicadas.

    É certo que todos nós temos uma sombra e não me espanta saber que, cada um, seria capaz de cometer uma loucura, em direções diferentes. Mas isso, embora também não seja justificável, pode ser compreendido na medida em que um desatino nos envolva e no calor de uma emoção a transformação se faça.

    É o premeditado, esse que mapeia uma estratégia destrutiva, que parece não fazer parte do lado negro que mora em nós: isso me soa próprio das almas totalmente submersas no inferno de si mesmas...


    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *