• Porque escrever é um vício.

    Pois ela está com saudade. Desse tipo: "É a saudade do que não foi, do que não aconteceu, e por vezes a estranheza se instala quando eu lembro do que não pude tocar..."

    Essa é a saudade mais perigosa que eu conheço: ela alerta que há algo mal resolvido no vazio que algo ou alguém deixou e todo cuidado mutas vezes não é bastante para não deixar que o passado nos ancore nele, nos fazendo voltar, muitas vezes, para o que não tem volta, numa tentativa de resgatar o que se perdeu para sempre - especialmente porque não existiu...



    Eu estou esperando por ela aqui, na semana que vem. E espero poder dizer isso olho no olho...




    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *