• Porque escrever é um vício.

    Pois agora já é Fevereiro. Parece que foi ontem o Natal, a virada do ano. A vida anda urgente...

    Eu quase não acompanho, tamanha a preguiça que ainda me espreita. Uma certa inércia... Tanto trabalho a fazer e me falta movimento, energia, lucidez. Segunda-feira tenho uma cliente agendada pra atender. Será que isso acionará o gatilho de recomeço? Quando é que o ano começa, afinal?

    Hoje minha família vem pro almoço - os filhos, as noras, os netos. Isso é algo que não pára: vida que acontece entre os que se ama. Isso me move - não tem como ficar parada diante de uma família que a cada ano aumenta mais.

    E agora Fevereiro, o Carnaval. E tudo que não posso deixar pra amanhã ao meu encalço...

    1 comentários:

    Ana Paula Sampaio disse...

    Meu pai tinha uma fazenda no norte de Minas e ali a vida passa devagar, é tão quente, tão silencioso... Um dia escutei de um peão: o que mais tem é dia, termina um, vem outro, pra que pressa? Gostei tanto que incorporei, a frase e a idéia! =) beijos!

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *