• Porque escrever é um vício.

    Todas as terças-feiras eu recebo as estatísticas de visitas desse blog. Sempre é uma surpresa, mas essa semana fiquei espantada: 488 pessoas passaram por aqui nos últimos sete dias.
    Fiquei pensando no que ainda procuram nesse espaço. Virão ler os arquivos antigos? Caçar alguma memória pessoal? Relembrar algum texto com o qual se identificaram? Acho que nunca vou saber...
    Fiquei pensando também naqueles que vem à espera de encontrar algo novo. Não há e posso imaginar a leve ponta de decepção. E pensei também que o mundo é movido a esperanças - simples e complexas, grandes e pequenas, importantes e passageiras.
    Para muitos, já avisei por e-mail que, até onde sei, não voltaria a escrever novamente sobre cotidianos. Dessa forma, a considerar a insistente checagem diária, ocorre-me que estou desacreditada. Tudo bem: nada é para sempre e, portanto, é possível que eu esteja aqui vez ou outra.
    É preciso dizer, no entanto, que ando com a mente dispersa, silenciosa e vazia. Que as breves palavras que ecoam, bem lá no fundo de mim, não fazem morada suficiente para produzir qualquer coisa que acrescente algo a quem antes me lia.
    Um tanto de quietude é tudo que me abriga.

    1 comentários:

    Gregory Grimaud disse...

    Bom que tenha tantas visitas.Ontem recebi por e-mail enviado pela minha irmã um texto seu.Ia falar com orgulho que tem um link para o meu blog aqui mas não tem mais!Ah, não Debrinha, que maldade!

    Um beijo!

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *