• Porque escrever é um vício.

    Ontem, a família do meu marido - que também é minha -, como tradicionalmente acontece há muitos anos, reuniu-se para comemorar o Natal.

    São quatro irmãos, cada um com grandes famílias.

    Então, a gente revê filhos que chegam de N. York - dessa vez pra ficar! -, de Boston, da Argentina - dizendo que a situação é ruim mas pretende permanecer, filho que quer voltar para a Austália, filhos que voltaram para a casa dos pais depois de morarem sozinhos, filhos que vão se casar, filhos apresentando a nova namorada.

    Crianças, filhas dos filhos, muitas, na algazarra conhecida.

    E de tudo, o que mais me encanta, é a união de gente que, pelas circunstâncias, se encontra muito pouco mas que quando isso se dá, é como se tivesse se encontrado no dia anterior: intimidade e imenso carinho são os sentimentos que regem esse clã.



    Quanto a mim, desde a primeira vez fui recebida como se sempre tivesse sido da família e cada vez mais sou mais parte dela.

    Nem preciso falar da minha gratidão quanto à generosidade da vida...




    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *