• Porque escrever é um vício.

    Pois então: escrever não é mais prioridade. Tanta coisa a fazer, o tempo se esvai, passa, corre, voa: eu vivo sem tempo.

    Ando sem dormir. Uma insônia antiga - que estava até razoavelmente adormecida - resolveu dar o ar da graça: só tenho conseguido 'apagar' depois de quatro dias e noites acordada. É uma média boa...

    Agora amanhece outra noite clara. Essa é a hora do dia que venta, mesmo que os termômetros marquem 30 graus. Infinita e inexplicável tristeza. Outono é a estação diária dessa transição cotidiana. Costumo dizer que é a hora que o abismo se deita sobre a manhã tentando fechar a passagem. Não é possível: amanhece de qualquer jeito...

    Então tá: um novo dia começa emendado naquele ontem que não terminou. Eu amanheço de uma noite que não dormi. E tem vida urgente ao meu encalço. Tempo que se esvai, passa, corre, voa. E eu querendo parar, estancar, congelar as horas num sono profundo...

    2 comentários:

    Paulo Lima disse...

    Valeu pelo moço! E inverte sua prioridade, talvez o sono volte... Esse papo de insônia era parte do meu script

    Paulo

    Paulo Lima disse...

    Tô achando que é preguiça... que feio Dona Débora

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *