• Porque escrever é um vício.

    Pensei que as chuvas do último dia de 2006 eram uma despedida: ele chorava o caos de um tempo tão tumultuado. Daí chegou 2007. Totalmente mofado.
    Não, não é um desânimo logo aos primeiros dias do ano, mas uma sensação. Os anos se misturaram e parece que o passado ainda não se consolou...

    Agora, São Paulo e parte do país mergulha nas águas. Chove em todo canto. De chuva calma, silenciosa e fina a tempestades, trovões e raios. Às vezes, sinto um pouco de medo da natureza...

    Sinto-me úmida. Também mofada. A casa igualmente: vc pisa descalça e o chão parece molhado. Não está, mas a mim incomoda.

    E agora chove novamente. Chuva quieta, pingos leves, lágrimas de prata em mais uma noite quente... Quando é que o sol vai dar suas boas vindas de luz e esperança?

    3 comentários:

    Thaís Barcala disse...

    Espero que hoje ainda o sol nos ilumine... estamos precisando mesmo.

    Ainda tenho o Macabéa(já são três anos), adoro a template que você fez para mim:)))

    Um beijão.

    Thaís

    Paulo Lima disse...

    Temas diferentes. Mais urbana e menos medieval. Curioso efeito do tempo.

    Grande abraço e obrigado pela visita.

    Paulo

    Analu Menezes disse...

    Então, voltou, é?
    maravilha!
    Que 2007 seja ensolarado, apesar da prata que acinzenta o céu.
    beijos

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *