• Porque escrever é um vício.

    Hoje eu e o Raul saímos à tarde (coisa rara no meio da semana): ele foi cortar o cabelo e como a moça com quem ele faz isso há trinta anos é em frente ao shopping, eu fui perambular, ver vitrines.

    Quando voltei, ele resolveu que eu também devia cortar o meu. Então tá: eu ia fazer isso no sábado, liquidei.

    E lá fomos nós para o meu cabeleireiro - que não tinha hora imediata, mas pediu pra esperar que ele dava um jeitinho. Meu marido foi até a empresa e voltou uma hora depois.

    Nos braços, rosas vermelhas - que agora descansam no vaso de cristal da sala.

    A terça-feira está com cara de comemoração antecipada...



    Ah! Esqueçam o visual chanel, apresentado na última imagem. Para receber o verão, que chega por aí, o repicado soa mais adequado - segundo os entendidos do assunto. De minha parte, tanto faz: eu tenho um cabelo que cresce como o tempo muda, de modo que todo risco nessa área é passível de ser rearranjado rapidinho.

    Agora, meu marido quer de volta o lourinho que me é natural. Eu tô pensando: ser morena, nos últimos tempos, me fez muito bem...




    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *