• Porque escrever é um vício.

    De vez em quando, eu sinto um sono insuportável - em outras épocas, o apelidei de sono da morte. Ele veio por volta das nove e eu atendi aos seus apelos.

    Aqui em casa, é muito difícil dormir uma noite inteira sem interrupção - o trabalho do meu marido não nos permite.

    E hoje também não foi diferente. No auge do sono, o telefone toca. O telefone sempre toca no meio da noite. E mesmo que o aparelho da minha cabeceira esteja desligado - sempre está -, não tem jeito: eu acordo.

    Conclusão: um zumbi tomando leite quente com bolo de fubá, dedilhando um relato como esse, completamente irrelevante...



    Agora, só me resta o JO - que anda uma lástima...




    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *