• Porque escrever é um vício.

    Então tá: porque ele está dizendo que esse blog é muito sério e eu gosto muito dele, vamos mudar o discurso: o dia hoje foi ímpar!

    Almoçamos com uma amiga em Jundiaí - de quem ganhei um monte de cremes, batons e afins (ela é engenheira de embalagens da Nivea!) - e demos um esticada até Campinas. Fui pra ver a todos e quase consegui: faltou, curiosamente, minha mãe.

    Mas passamos algumas horas muito agradáveis com meu irmão mais novo - que é muito querido e engraçado, além de adorado (dá licença? toda irmã também tem direito a ter um irmão preferido!) - junto à namorada dele - que é igualmente adorável.

    Esperamos minha mãe chegar - o celular dela não atendeu e não se sabia onde ela estava -, eles iam ao cinema, ela não veio, resolvemos voltar.

    Antes, passei na loja do meu outro irmão para, especialmente, ver as crianças - meus sobrinhos. Meu irmão e minha cunhada nos receberam bem, apesar de certo constrangimento - culpa é uma coisa curiosa, não? Ninguém precisa dizer nada, mas quando a pessoa está errada, ela já se defende... Olha...

    Eu, de minha parte, como disse, sei do certo e do errado na minha concepção, mas não estou aqui pra julgar: cada um sabe das suas atitudes.

    Fecho o dia - o último do mês - em paz. E que venha o amanhã...




    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *