• Porque escrever é um vício.

    Sim: eu gostaria de contagiar todas as pessoas a quem quero bem com a felicidade que me habita.

    A vida tem-me sido generosa e há ao meu redor uma alegria um tanto incompreensível de explicar: só consigo sentir.

    Meus dias abrigam uma intensidade, um tipo de plenitude que torna cada detalhe do nosso cotidiano um momento único e infinitamente especial.

    Não me esqueço de agradecer essa dádiva, esse infinito presente dos deuses ou de um único Deus - como cada um entenda sua religiosidade.

    Olho para trás e através da névoa avisto os tempos difíceis, das dores e desencantos - comuns a todos os seres -, e quase me sinto sem passado: o antes só um atalho para chegar até aqui e aportar debaixo desse mar calmo de coisas boas.

    Sonho construído sob o manto da verdade é a realidade que nos protege e Paz é o nome da nossa morada.



    Eu não peço que ninguém acredite em milagres, mas só e tão somente no Amor...




    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *