• Porque escrever é um vício.

    O Jornal Nacional está apresentando uma série de reportagens sobre o Afeganistão.

    Muita coisa é bem interessante, mas hoje o foco se centrou no envelhecer precoce desse povo de muitas rugas, tantas marcas, indescritíveis dores. Triste, muito triste...

    A criança traz o rosto de um adulto; um adulto é dolorosamente muito velho...

    Eu costumo dizer que sou mais velha do que aparento e que numa ocasião de minha vida, por volta dos vinte anos, envelheci dez anos em uma semana. Algumas vezes, por situações adversas que geram imenso cansaço - ainda que transitório - eu tenho essa mesma sensação: envelhecer, muito, de repente...

    Mas confesso que nada se compara ao que vi hoje no olhar daquelas pessoas. Percebi que meus eventuais reveses são nada diante do sofrimento ilimitado desses que tiveram a vida, os sonhos, as esperanças, a beleza, o tempo roubados.

    Meu espelho, hoje, refletiu-me exatamente como sou: nenhum segundo a mais do que vivi. Percebi que apesar das minhas muitas dores, nada ainda cavou-me a face - nem a alma - tão fundo que me roubasse o brilho dos olhos e a crença em horizontes azuis.

    Agradeci: a vida me foi - e tem sido mais do que nunca -, muito generosa...




    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *