• Porque escrever é um vício.

    Então hoje - como cada um o entenda nessa contradição temporal - um dos meus enteados veio jantar conosco. E foi uma noite agradável - como sempre essas noites conseguem ser -, cheia de risos e sorrisos, histórias novas, antigas histórias, a vida em muitos tempos, em tantos dias...

    Quanta memória tem um pai? Quanta lembrança tem um filho?

    Meu marido tem quatro filhos - frutos de dois casamentos anteriores. Cada um deles é tão diferente do outro que quem os olha sempre se admira da diversidade... Cada um deles conhece um pai, do mesmo pai...



    E eu ainda pretendo ter um filho desse homem querido... Com que olhos a 'minha' criança vai olhar para ele? Quanto dele lhe será permitido conhecer?...




    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *