• Porque escrever é um vício.

    Então, foi o Dia do Professor e essa é uma data que escapa atualmente do nosso cotidiano... Houve um tempo em que o dia de hoje era comemorado em larga escala e com muito barulho...

    Mas agora, essa é uma figura que se banalizou devido ao descaso das autoridades e o colapso da educação nesse país... Muito triste...



    Também há uma constante confusão das diretrizes: não há mais certezas diante da nova era, em que computadores são os 'reis' e a fantasia infantil se perde pelos becos. Não há como saber de acertar: se retardamos nossos pequenos no mundo das máquinas que atravessam os aceanos num clik, corremos o risco de lhes roubar a infância dos contos de fadas, castelos, príncipes e princesas que, afinal, lhes dão colorido à melhor parte de suas estradas e lhes ensinam de vida nas entrelinhas...

    Eu estudei a literatura infantil e sou, portanto, sua defensora. Como também ainda acho que para formar pessoas com sentimentos, que possam governar o mundo sem o peso das mãos de ferro - e construir a paz que tanto almejamos -, há que se voltar a educação para a arte - qualquer forma dela.

    Mas é a tecnologia que avança, abrindo trincheiras. Entretanto, ainda acredito que, mais do que controlar máquinas e desvendá-las, o ser precisa aprender de compreender a si mesmo e saber quem é.

    No futuro é que saberemos quanta diferença fará ao destino dessa terra as sementes plantadas e os desígnios traçados nas primeiras idades, hoje, dos que governarão...




    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *