• Porque escrever é um vício.

    Ontem foi um dia confuso para o mundo - é muito curioso como uma tragédia coletiva pode nos abalar - ou não.

    Eu tinha médico no meio da tarde e saí às ruas.

    É interessante perceber como em alguns rostos se entrevê uma perplexidade, um temor, uma incompreensão; em outros, no entanto, um completo descaso.

    Fiquei pensando no quanto as percepções humanas diferem. As tragédias pessoais podem dar uma trégua quando diante de uma comoção mundial, ou se acentuarem por conta do mesmo motivo. É uma questão de sensibilidade e do quanto se está envolvido consigo mesmo e os próprios problemas, ou com uma liberação, ainda que momentânea, que nos leve a um desvio de foco...

    Parece que num universo de ambigüidades a diversidade é rainha, e na vida que imita a arte, aprende-se vivendo...




    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *