• Porque escrever é um vício.

    Madrugada e faz muito frio nessa Sampa, às vésperas da Primavera: nove graus (eu até liguei um pouquinho o aquecedor)... Como o mundo está do avesso, a gente não deve estranhar... As cãs (essas bonitinhas aí embaixo) dormem ao lado da cama, enroladas no edredon e uma na outra... Eu não ouvi, mas agora há pouco choveu... Eu sei porque olhei pelas janelas e as ruas, lá embaixo, estão molhadas...






    Sandy e Brinny



    Eu estava deitada, xícara de chocolate quente nas mãos e olhos no Jô, quando ouvi alguém me chamar pelo ICQ. Então tá: levantei e vim ver quem era... Essa guria me é muito querida e já tinha uns dias que não nos falávamos... Ela tem uma capacidade de me roubar para o telefone - eu detesto esse meio de comunicação... Mas é sempre bom rir e sorrir junto a pessoas que se quer bem - e que nos quer bem igualmente...



    Meu marido quer saber o que quero ganhar de presente de aniversário... Eu tenho tudo o que quero, não preciso de mais nada... Mas arrisco um pedido: que ele me ame - tanto e mais -, e me ajude a sorrir pelo resto dos meus dias... Parece-me razoável...



    Quanto tempo será "o resto dos meus dias"?




    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *