• Porque escrever é um vício.

    Já faz uns anos que eu participo de um Fórum de Mulheres - Ártemis.

    É um espaço onde a troca de impressões e energia é muito positiva, um lugar - talvez o único - em que as mulheres não são inimigas, como a tradição costuma pregar.

    Hoje, por uma dessas inexplicáveis coincidências (elas existem?), me vi diante de algumas das minhas mensagens antigas, escritas pelos idos de 99, início de 2000: quase não me reconheci... Eu tinha tantos sonhos e planos naquela época que foram estancados de repente, numa roda-viva da vida, sem pedir permissão nem nada: simplesmente, mudando tudo de foco, adiando um monte de coisas, destruindo outras tantas...

    É interessante perceber como sou diferente agora daquela que escreveu muitas daquelas linhas. Como os horizontes se fizeram outros, talvez novos olhares para as mesmas coisas, outras esperanças, e como a mesma vida, depois de uma reviravolta dolorosa - mas necessária -, é outra vida, sem ter perdido a essência, mas de um outro jeito...



    Ah! O tempo... É mais do que Senhor da Razão, como eu costumo dizer... É também Senhor dos Destinos...



    Lídia... Lívia... Lisa... Escorregando...

    Muitas vezes o dia se atrasa para levantar. O tempo se estanca ou será que nós o seguramos, não queremos que amanheça?

    Eu já desejei não amanhecer e não raro fiz de conta que o escuro do quarto nas janelas fechadas sob a cortina, significava noite escura. Ignorava os ruídos da casa: estava presa nos meus próprios silêncios, minha vida particular que não estava com vontade de viver... Quietude...

    Estar sob estrelas e nada mais... O manto azul marinho sobre mim, talvez lua... Cheia, clara, meia... Escuridão... A contradição no vôo de um pássaro noturno: tudo, menos o sol iluminando falsas alegrias, sorrisos amarelos, olhos sem brilho ofuscados pela claridade dourada.

    Ah! Insuportável ruído: na mesinha da cabeceira, o telefone insistia. Um intruso, não bem-vindo, invadindo a paz. Será que o mundo desconhece sossego? Privacidade é apenas palavra dos Dicionários? Irritação é sentimento latente... Ferve...

    A porta do quarto trancada, eu trancada, presa dentro de mim, esquecida, distante, abandonada...

    Divagação... Sonho... Passado... Perdi-me do tempo... Mas ainda sou Lídia... E escorrego...
    (16/06/99)






    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *