• Porque escrever é um vício.

    Eu hoje acordei com essa música na mente... Eu não sei como é o nome dela e nem quem é o autor - talvez o Chico. Também não tenho certeza de que a letra toda esteja certa... Mas vou escrever aqui o que me lembrei... Deve haver um motivo para o fato de ela ter surgido assim, de repente, sem razão aparente...



    Agora eu era o herói

    E o meu cavalo só falava inglês

    A noiva do cowboy era você

    Além das outras três



    Eu enfrentava os batalhões

    Os alemães e seus canhões

    Guardava o meu bodoque e ensaiava o rock

    Para as matinês



    Agora eu era o rei

    Era o bedel e era também juiz

    E pela minha lei

    A gente era obrigado a ser feliz



    E você era a princesa que eu quis coroar

    Que era tão linda de se admirar

    E andava nua pelo meu país...



    Não, não fuja não,

    Finja que agora eu era o seu brinquedo

    Eu era o seu peão,

    O seu bicho preferido



    Vem, me dê a mão,

    A gente agora já não tinha medo,

    No tempo da maldade acho que a gente nem

    Tinha nascido...



    Agora era fatal

    Que o faz de conta terminasse assim

    Pra lá desse quintal

    Era uma noite que não tem mais fim



    Pois você fugiu do mundo sem me avisar

    E agora eu era um louco a perguntar

    O que é que a vida vai fazer de mim...





    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *