• Porque escrever é um vício.

    Eu ando sem muita inspiração para escrever, mas andei pensando sobre o amor e o ódio, essas forças emocionais tão poderosas...

    Há mais ou menos um ano, eu descobri que podia odiar alguém com tanta intensidade, que cheguei a temer. E confesso que, embora esse sentimento em mim esteja minimizado, ainda me lateja a alma...

    Mas eu sobrevivi à dor através das mãos do amor, de modo que acredito, apesar das minhas poucas certezas, que qualquer vitória se dá por intermédio desse dom supremo.



    "(...) fazer as pazes até com as más lembranças." - @Joyce



    Eu li essa frase e ela ficou me 'perseguindo' a mente. Embora pareça algo simples, olhar para nossas recordações manchadas de lágrimas e liberá-las, é um exercício complexo - cujo ciclo ainda não fechei inteiramente. Quem sabe se porque as circunstâncias eventualmente se fazem sombrias; quem sabe se algumas pessoas têm prazer em ser odiadas e, portanto, estão sempre fortalecendo essa erva daninha ao seu redor... Não sei...

    Fato é que, embora eu deseje profundamente liberar-me desse peso, ele ainda mora em mim... E não é agradável admitir que meu sótão particular abriga essa maldade...




    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *