• Porque escrever é um vício.

    BARBÁRIE - por RAUL LESSA*



    Sempre fui e sou contra qualquer tipo de violência.

    Embora viva num mundo perigoso e conviva com algumas pessoas igualmente perigosas, consegui chegar aos meus 51 anos sem jamais ter dado um soco, um simples soco, em qualquer mortal... E agora, surpreendentemente, me vejo pensando que desta vez, a coisa passou da conta.

    Claro que lamento os 20, 30 40 ou 50 mil mortos nos EUA. Mas o que está em discussão agora é a prevenção futura, para um mundo mais digno, de novos e aterrorizantes atentados como os do WTC.

    A ficar como está, numas poucas e fracas retaliações aqui e ali, estará aberto um caminho para que os insanos de todo o planeta comecem a sequestrar jatos e jogá-los a torto e a direito...

    É contra o Governo? Jogue um avião no Palácio! Brigou com a namorada? Derrube um helicóptero na casa dela - etc, etc... Nosso mundo tem muito mais loucos, lamentavelmente, do que imaginamos.

    É chegada a hora de dar um basta, para que isto NUNCA MAIS SE REPITA.

    Pouco me importa se os americanos são arrogantes, se mataram nas guerras, etc, etc..

    O fato é que eles foram o alvo. Não se pode deixar impune e sem resposta quatro jatos sequestrados e jogados em prédios onde morreram milhares de civis inocentemente, apenas porque um bando de porra-loucas não gosta dos EUA.

    Nunca achei que escreveria isto. Mas é preciso.

    Não bastam bombardeios, ataques como os que foram feitos a Sadam e sua gang. Acho que os EUA deveriam e teriam por obrigação, para que tivéssemos um mundo melhor, tirar das empoeiradas bases a velha bomba atômica e lançá-la sobre o Afeganistão, não deixando pedra sobre pedra, nada inteiro, ninguém vivo, nem mesmo plantas, como foi feito em Hiroxima e Nagasaki.

    SEM DECLARAÇÕES DE GUERRA, AMEAÇAS, NEM NADA. Apenas raspando do mapa o Estado Talibã. Sem grandes explicações. Terra literalmente arrasada.

    Mais inocentes mortos? Certamente. Lamentável? Claro que sim!

    Mas absolutamente necessário para que esta lição, assim como as do Japão, parem de VEZ com esta barbárie que desde terça feira mudou o aspecto geopolítico do mundo e a nossa noção de segurança...

    É um preço alto a ser pago, mas necessário para que os 5 bilhões de habitantes do planeta possam recomeçar a ter um mínimo de esperança de um mundo melhor.

    E esta opinião vinda de um pacifista nato, é assustadora. Mas é necessária para que não percamos ainda mais a nossa capacidade de ficarmos indignados...



    Raul Lessa é, além de publicitário, economista e administrador de empresas, orgulhosamente meu marido.





    0 comentários:

     

    Arquivo do blog

    Perfil

    Minha foto

    Coordena os Portais Babel Cultural e Estilo 40. 
    Escreveu por dez anos para o site Crônica do Dia. Administra e escreve minicontos em Hiperbreves.
    Formada em Letras, trabalha com arte-visual. Casada, 'mãe' da Maya - uma Labradora chocolate. 

    Se tem algo a dizer, envie sua msg.

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *